Lesão de cartilagem do joelho: É possível tratar?

O joelho é uma articulação complexa formada pelo encontro de três ossos: o fêmur, a tíbia e a patela. Esses ossos são protegidos e amortecidos por cartilagem, que facilita o movimento suave das superfícies articulares.

Quando esta cartilagem se desgasta ou é danificada, pode resultar em dor e disfunção. Lesões na cartilagem do joelho, especialmente aquelas com mais de um centímetro de largura, têm o potencial de se agravar ao longo do tempo. Isso pode eventualmente levar à osteoartrite, uma condição degenerativa caracterizada pela deterioração progressiva da cartilagem articular, causando dor, rigidez e perda de mobilidade na articulação afetada.

Saiba mais sobre a lesão de cartilagem do joelho, quais os sintomas, diagnóstico e os tratamentos indicados, neste artigo. Continue a ler!

 

O que é cartilagem?

A cartilagem é um tecido resistente e flexível que reveste a extremidade dos ossos das articulações, proporciona movimentos suaves e amortece impactos durante atividades físicas.

A cartilagem não tem como cicatrizar sozinha porque, ao contrário dos ossos não apresenta suprimento sanguíneo, não conseguindo transportar oxigênio e nutrientes vitais, o que auxilia na cicatrização das lesões.

Imagem55
Cartilagem saudável. Imagem do livro Insall e Scott – Cirurgia de Joelho - 5ª edição.

Quais as lesões de cartilagem no joelho?

Algumas das lesões de cartilagem do joelho mais frequentes são:

  • Lesões focais: Nesses casos, são chamadas de focais quando acometem apenas um local do joelho, não atingindo a estrutura completa. Outra lesão focal é a osteocondrite dissecante, essa condição atinge em grande parte pacientes mais jovens, afetando a cartilagem e o osso subcondral, podendo gerar o destacamento de um fragmento osso com cartilagem;
  • Lesões degenerativas: As lesões degenerativas da cartilagem (artrose do joelho) frequentemente acometem pacientes com a idade avançada e uma predisposição para o desgaste. Essa lesão geralmente está associada a degeneração de outras estruturas do joelho;
  • Condromalácia Patelar: A condromalácia patelar é caracterizada pelo amolecimento e deterioração da cartilagem patelar, causando dor e desconforto ao redor ou atrás da patela. A condromalácia patelar é considerada um dos motivos mais comuns que levam os pacientes a procurarem um especialista em joelho, sendo a principal causa de dor crônica anterior no joelho.

Os principais sintomas da lesão de cartilagem no joelho

Os sintomas mais frequentes que podem estar associados uma lesão na cartilagem do joelho são:

  • Dor;
  • Inchaço;
  • Rigidez;
  • Estalos no joelho;
  • Sensação de atrito;
  • Diminuição na amplitude do movimento da articulação afetada.

No entanto, é preciso ressaltar que, como as cartilagens articulares não apresentam vascularização nem estrutura nervosa, a dor não é um sintoma que sempre vai se manifestar devido a uma lesão de cartilagem. Por isso, é importante investigar bem os demais sinais antes de definir um diagnóstico.

Como é feito o diagnóstico da lesão de cartilagem?

Para fazer um diagnóstico assertivo, o ortopedista especialista em joelho geralmente segue um processo que combina avaliação clínica com exames de imagem. Veja o passo a passo:

  • História do paciente: Nessa etapa, o paciente deve informar a natureza da dor, histórico de lesões anteriores, além da frequência da manifestação dos sintomas;
  • Exame físico: Avaliaremos o joelho, os sintomas como dor e inchaço e a presença de qualquer anormalidade para perceber quais são os próximos exames necessários;
  • Raio-X: Nesse exame, é possível observar a estrutura óssea do joelho e identificar alterações nos espaços articulares ou a presença de corpos livres dentro da articulação;
  • Ressonância Magnética (RM): É o exame mais eficaz para visualizar lesões de cartilagem, pois oferece imagens detalhadas das estruturas moles, incluindo a cartilagem, meniscos, ligamentos e músculos.

É essencial realizar uma avaliação médica detalhada para diagnosticar a lesão de cartilagem no joelho porque, somente dessa forma, o especialista pode indicar o tratamento mais adequado.

Condições que podem causar as lesões de cartilagem

  • Artrite reumatoide é uma doença autoimune crônica que causa inflamação das articulações, levando à degradação da cartilagem e erosão óssea;
  • Gota é uma forma de artrite caracterizada por níveis elevados de ácido úrico no sangue, que podem formar cristais nas articulações, causando inflamação e danos à cartilagem;
  • Osteocondrite dissecante é uma condição em que um fragmento de osso e sua cartilagem correspondente se desprendem devido a uma oferta insuficiente de sangue, causando dor e potencial perda de movimento na articulação afetada.

 

 
Imagem2
Imagem de ressonância magnética de joelho demonstrando uma lesão de osteocondrite dissecante na face medial do côndilo lateral do fêmur. Imagem do livro Insall e Scott – Cirurgia de Joelho - 5ª edição.

Tratamentos conservadores para a lesão de cartilagem do joelho

O tratamento conservador para lesões de cartilagem joelho envolve métodos não cirúrgicos para aliviar a dor, reduzir a inflamação e promover a função articular. Este tipo de tratamento é frequentemente recomendado em casos de lesões leves a moderadas.

Os tratamentos conservadores incluem:

  • Fisioterapia: Exercícios específicos podem ajudar a fortalecer os músculos ao redor do joelho, melhorando a estabilidade e a função da articulação. A fisioterapia pode incluir exercícios de fortalecimento, alongamento e treino de equilíbrio;
 
Asian doctor physiotherapist examining, massaging and treatment
  • Medicamentos: Analgésicos como paracetamol e anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) podem ser usados para reduzir a dor e a inflamação. Em alguns casos, podem ser prescritos medicamentos mais potentes;
  • Órteses e suportes: O uso de joelheiras ou órteses pode ajudar a aliviar a pressão sobre a articulação e melhorar o alinhamento e a função do joelho;
  • Injeções: Injeções de corticosteroides podem ser usadas para reduzir a inflamação e a dor na articulação afetada. Injeções de ácido hialurônico (viscossuplementação) também podem ser consideradas para melhorar a lubrificação da articulação e aliviar a dor.

O momento de buscar um tratamento cirúrgico

No caso de lesões da cartilagem, a cirurgia pode ser recomendada pelo médico quando há danos extensos em que os métodos conservadores não produzem os resultados desejados.

 

O procedimento cirúrgico geralmente é considerado uma última opção e é indicado em casos de dor intensa que não responde a outros tratamentos, lesões severas ou quando a localização e o tipo da lesão comprometem a função do joelho.

Quais são os procedimentos cirúrgicos indicados?

Entre os procedimentos indicados para quadros de lesões na cartilagem do joelho, estão:

  • Artroscopia: É o procedimento cirúrgico mais indicado para lesão da cartilagem. Conhecida como uma técnica cirúrgica minimamente invasiva, ela é usada para diagnosticar e tratar problemas dentro de uma articulação;
  • Microfratura: Remove os fragmentos de cartilagem que não são mais viáveis ​​e realiza o desbridamento do leito da lesão para preparar a área afetada. São feitos pequenos furos no osso subcondral, abaixo da cartilagem danificada. O que permite que o sangue e outros elementos celulares da medula óssea extravasem para o local da lesão, estimulando o desenvolvimento de uma fibrocartilagem, um novo tecido que ajuda a reparar;
  • Fixação in situ: Utilizada para tratar casos de osteocondrite dissecante ou fraturas osteocondrais em que exista um fragmento viável de osso e cartilagem. A fixação in situ envolve recolocar e fixar o fragmento no lugar original, geralmente utilizando pinos ou parafusos bioabsorvíveis;
  • Membrana de colágeno: Após preparar o leito da lesão com uma técnica de estímulo biológico, como microfraturas, a área é coberta com uma membrana de colágeno absorvível. Essa abordagem promove o crescimento de células com alto potencial regenerativo para a cartilagem. A principal vantagem é que permite tratar lesões extensas sem necessidade de remover múltiplos cilindros de áreas doadoras, como ocorre no transplante autólogo;
  • Transplante Osteocondral Autólogo: Neste procedimento, cilindros de cartilagem e osso subcondral, com até 10mm de diâmetro, são extraídos de áreas do joelho menos sobrecarregadas e transplantados para a região afetada pela lesão condral.

 

Como é a recuperação das lesões de cartilagem no joelho?

  • Imediatamente após a cirurgia, o foco é reduzir o inchaço e a dor. Isso pode incluir elevação da perna, aplicação de gelo e uso de medicamentos para dor;
  • Pode ser necessário usar muletas ou uma joelheira para limitar a carga sobre o joelho operado;
  • Dependendo da cirurgia e da recuperação, pode levar vários meses até que o paciente possa retornar às suas atividades plenas, incluindo esportes de alto impacto;
  • Mesmo após o retorno às atividades, o acompanhamento com o médico e o fisioterapeuta é importante para monitorar a saúde do joelho e prevenir futuras lesões.

 

Se você quiser saber mais sobre os cuidados que você precisa ter antes de um procedimento cirúrgico, leia também este artigo.

Como é possível prevenir as lesões da cartilagem?

Existem alguns cuidados que o paciente pode ter para evitar ter uma lesão de cartilagem ou a reincidência de lesões anteriores, como:

  • Fazer o tratamento completo e adequado de lesões anteriores;
  • Fortalecer a musculatura ao redor do joelho;
  • Manter uma dieta e rotina de atividades físicas adequada;
  • Evitar sobrepeso e hábitos prejudiciais à saúde das articulações;
  • Se alongar adequadamente antes das atividades físicas.

.                  .                .

As lesões de cartilagem no joelho podem ter um impacto significativo na mobilidade do paciente, causando também sintomas desagradáveis. Se você está apresentando relacionados a uma lesão de cartilagem no joelho, é indispensável buscar orientação de um médico especializado em tratamentos ortopédicos para joelhos.

Sou o Dr. Diego Moelas, especialista no tratamento de condições no joelho, incluindo cirurgias. Atendo em diversos hospitais de São Paulo (Hospital Sírio Libanês, Hospital Nove de Julho, Hospital Samaritano, Hospital Oswaldo Cruz, entre outros) e estou à disposição para te ajudar!