Guia de cuidados pré-operatórios para cirurgia de joelho

Os cuidados pré-operatórios antes de uma cirurgia de joelho são peças-chave na hora de garantir um procedimento bem-sucedido. Esses cuidados incluem desde a busca de um cirurgião confiável até seguir as mínimas orientações dadas pelo profissional.

Saiba mais sobre os cuidados que você deve ter antes da sua cirurgia de joelho. Continue lendo!

Encontre um cirurgião de joelho qualificado

Buscar um cirurgião de joelho bem-recomendado e com expertise na área é o primeiro passo para garantir que o procedimento possa ocorrer de forma bem-sucedida e que o paciente se sinta mais seguro e tranquilo antes do procedimento cirúrgico.


O que eu devo levar em consideração antes de escolher um cirurgião de joelho?

Antes de decidir qual é o cirurgião adequado para o seu procedimento, é importante que você busque saber o máximo de informações possíveis sobre ele. É possível fazer isso da seguinte forma:

  • Busque recomendações e avaliações de outros pacientes do cirurgião de joelho, seja por meio de conhecidos seus que já se operaram com ele ou no próprio site do profissional;
  • Procure saber se, além de ortopedista, o médico é especialista em Cirurgia do Joelho, Artroscopia e Traumatologia;
  • Procure saber se ele é membro de sociedades médicas, como a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho (SBCJ).

Informe detalhadamente sobre seu histórico médico ao cirurgião

Após encontrar o profissional adequado, é preciso que ele tenha conhecimento de todas as suas condições clínicas, então, é importante que o paciente informe:

  • Histórico de doenças;
  • Se já passou por outras cirurgias no joelho;
  • Medicamentos em uso – mesmo que sejam fitoterápicos;
  • Histórico de trombose;
  • Histórico de problemas de cicatrização como queloides;
  • Se tem hábitos de tabagismo ou uso frequente de álcool;
  • Reações alérgicas a medicamentos ou outros materiais utilizados em curativos.

Detalhar o máximo de informações possíveis é essencial para garantir um procedimento seguro e pós-operatório satisfatório.

Faça todos os exames pré-operatórios solicitados

O paciente precisará realizar exames laboratoriais e complementares antes do procedimento. De forma geral, é solicitado o exame de sangue, eletrocardiograma e a consulta pré-anestésica. Em alguns casos, testes mais específicos também podem ser feitos.

Estes exames precisarão ser entregues ao cirurgião de joelho ou ao anestesista até 03 dias antes da sua cirurgia de joelho.


Atenção com a alimentação e hidratação

Uma alimentação adequada e uma boa hidratação são pontos importantíssimos para garantir um procedimento cirúrgico com menos riscos e uma melhor recuperação.

Assim como no pós-operatório, é indicado que alguns alimentos sejam evitados antes da cirurgia, como aqueles muito gordurosos ou com alto teor de açúcar. Já a hidratação é importante para a qualidade da pele, promovendo a elasticidade e facilitando a cicatrização.

 

Evite atividades físicas excessivas antes da cirurgia de joelho

Para garantir que não haja nenhum imprevisto ou acidente antes do dia da sua cirurgia de joelho, é importante evitar atividades físicas em excesso que possam gerar lesões.

Também é importante que o paciente esteja com os músculos da região da coxa e da panturrilha descansados, porque são eles que vão dar sustentação ao paciente após realizar a cirurgia de joelho.

Entretanto, exercícios para fortalecimento da coxa com um fisioterapeuta e alongamentos podem ser positivos antes de uma cirurgia de joelho e ajudar a preparar o corpo para a recuperação no pós-operatório.


Se atente aos cuidados com a higiene antes da sua cirurgia de joelho

Antes do procedimento cirúrgico, existem alguns cuidados que o paciente precisa ter para aumentar a segurança da cirurgia, independente da região em que será feito o procedimento, sendo eles:

  • Remoção de unhas postiças ou de gel, esmaltes e adornos;
  • Remoção de cílios postiços ou alongamentos, e apliques de cabelo;
  • Usar produtos como sabonetes antibacterianos que possam ser sugeridos pelo médico;
  • Não usar maquiagem no dia da cirurgia;
  • Não retirar os pelos do local da cirurgia. Caso necessário, quem fará isso é a equipe médica.

Uso de medicamentos antes de uma cirurgia

É necessário que o uso de medicamentos seja suspenso em alguns casos, especialmente os que podem aumentar o risco de hemorragias. Então, é necessário informar ao cirurgião nas consultas iniciais quais os medicamentos são ingeridos diariamente, mesmo anticoncepcional ou medicamentos homeopáticos, para que o responsável pelo procedimento dê orientações sobre a suspensão ou não do uso.

Em outros casos, é possível que o cirurgião receite alguns medicamentos para serem usados antes da cirurgia, sendo indispensável que o paciente faça o uso corretamente conforme a orientação.

 

Evite hábitos prejudiciais que possam afetar a cicatrização

Hábitos como o tabagismo e a ingestão de álcool excessiva podem ser prejudiciais tanto para a cirurgia de joelho quanto para a recuperação dela, já que podem resultar em:

  • Complicações na anestesia: A ação dos medicamentos anestésicos pode ser prejudicada devido ao uso excessivo de álcool, o que aumenta o risco de complicações durante o procedimento cirúrgico;
  • Má cicatrização: A cicatrização pode ser prejudicada pelo tabagismo e consumo de álcool tanto pela desidratação oferecida pelas substâncias, quanto pela redução do fluxo sanguíneo nos tecidos;
  • Risco de problemas respiratórios: Como o tabagismo prejudica os pulmões, o risco de complicações respiratórias durante a anestesia e após a cirurgia podem ser aumentados caso o cigarro não seja suspenso com antecedência;
  • Aumento do risco de infecções: O consumo excessivo de álcool pode enfraquecer o sistema imunológico e tornar o corpo mais suscetível a infecções após a cirurgia de joelho.

Tire todas as suas dúvidas com o cirurgião

Não hesite em tirar todas suas dúvidas com o cirurgião antes da sua cirurgia. É importante que o paciente entre no centro cirúrgico com as expectativas bem alinhadas com a realidade, tendo noção dos riscos da cirurgia e bem-preparado psicologicamente para os novos desafios. Sendo assim, não deixe de questionar mesmo o que você possa achar “bobo”, obter o máximo de informação possível te ajudará a ir para a sala de cirurgia com o psicológico mais tranquilo.


Se informe com também com o anestesista

É comum que os pacientes passem pelo anestesista que estará presente no dia da cirurgia. Portanto, durante esta conversa, é essencial que o paciente fique atento a todas as informações ditas pelo anestesista e tire todas as dúvidas a respeito do procedimento para entender o grau de risco e os cuidados que devem ser tomados.


Deixe tudo preparado para o pós-cirúrgico

O período após a cirurgia demandará de muito descanso para que o paciente tenha uma boa recuperação, sem quaisquer intercorrências. Sendo assim, é importante deixar o máximo de coisas possíveis previamente alinhadas, como quem irá ser o acompanhante durante a alta hospitalar, o local onde o paciente irá ficar e quem o ajudará nas atividades diárias.

É importante também buscar saber com o médico que fará a cirurgia sobre quais dispositivos podem ser necessários após o procedimento para que possam ser providenciados com antecedência, como muletas, andadores e cadeiras de roda.

 

Atentar-se a seguir estas instruções te ajudará não só a obter uma cirurgia de joelho e recuperação mais segura, quanto a se sentir mais seguro e calmo durante este processo. Claro, os cuidados pós-cirúrgicos também são cruciais para o sucesso final da sua cirurgia.

Se você está em busca de um ortopedista especialista em cirurgia de joelho, te convido a conhecer o meu trabalho. Sou o Dr. Diego Moelas, especialista em Cirurgia de Joelho e Artroscopia. Atendo em diversos hospitais de São Paulo (Hospital Sírio Libanês, Hospital Nove de Julho, Hospital Samaritano, Hospital Oswaldo Cruz, entre outros) e estou a sua disposição!

Ficou alguma dúvida?

Entre em contato e agende a sua consulta:

(11) 97489-5500