Tudo o que você precisa saber sobre o transplante de menisco

O transplante de menisco é um procedimento cirúrgico indicado para pacientes que sofrem de danos ou rompimento desta cartilagem vital no joelho. A técnica é capaz de ajudar a restaurar a mobilidade do joelho e aliviar as dores crônicas.

Saiba quando é indicado o transplante meniscal, o que esperar da cirurgia e como ela pode ajudar o paciente a recuperar sua qualidade de vida. Continue lendo para entender mais sobre o transplante de menisco!

 
Imagem33

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Estrutura do menisco

O menisco é uma estrutura de cartilagem localizada no joelho, que tem formato semelhante a um “C”. Cada joelho possui dois meniscos, sendo um lateral e o outro medial.

Esta estrutura chamada de menisco tem como função proteger os ossos e amortecer a articulação do joelho conforme andamos ou realizamos outra atividade que movimente as pernas.

O que causa o desgaste dos meniscos?

Os joelhos são regiões do corpo responsáveis por sustentar todo o peso dele, e até mais, nas mais diversas e simples atividades do dia a dia, como caminhar.

Ao longo do tempo, os meniscos, que são estas estruturas amortecedoras para evitar o atrito entre a tíbia e o fêmur podem sofrer desgastes resultantes de degeneração natural ou de roturas, como traumas na região.

Entre as principais causas que estão associadas ao desgaste do menisco estão:

  • Idade;
  • Sobrepeso;
  • Atividades repetitivas;
  • Roturas e traumas.

O que é transplante de menisco?

O transplante de menisco é um procedimento cirúrgico utilizado para tratar pacientes que sofreram uma lesão significativa no menisco ou que tiveram uma grande parte dele removida devido a lesões anteriores.

Neste procedimento, o tecido saudável de um doador é transplantado para o joelho do paciente para restaurar a funcionalidade normal do joelho, aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Quais são os benefícios do transplante de menisco?

A cirurgia de transplante do menisco é importante para evitar o desenvolvimento da osteoartrite, uma condição dolorosa que acomete o joelho, aliviar também os principais sintomas causados pelo atrito entre os ossos, como dores crônicas e evitar a redução da mobilidade do joelho.

Quem pode receber indicação cirúrgica para substituição do menisco?

Nem todos os pacientes com danos no menisco poderão receber indicação para o transplante de menisco. Entre os fatores determinantes para a qualificação para o procedimento estão:

  • Idade: O procedimento é mais indicado para pacientes com menos de 55 anos;
  • Sintomas: Pessoas afetadas por lesões meniscais podem apresentar dores, rigidez e inchaço na região;
  • Doenças associadas: Pacientes com artrite podem não receber indicação devido ao risco de degeneração após a cirurgia;
  • Anatomia do joelho: O transplante é mais indicado para pacientes com alinhamento normal do joelho e estabilidade ligamentar;
  • Peso: Pacientes com sobrepeso não são bons candidatos a cirurgia de transplante de menisco.
 
Imagem34

Como é feita uma substituição do menisco?

O transplante de menisco é comumente realizado através da artroscopia de joelho, uma técnica minimamente invasiva que necessita de um menor tempo de recuperação. Na técnica, o cirurgião realiza uma pequena incisão e insere uma câmera que permite visualizar a parte interna do joelho.

O menisco e seus fragmentos são removidos e um novo menisco saudável é colocado no lugar. Em seguida, o menisco é conectado à tíbia e a cápsula articular do joelho.

Quanto tempo demora para receber alta após a cirurgia de transplante de menisco?

Depende. Caso o paciente não tenha nenhuma condição associada que requeira mais tempo em observação, a alta hospitalar pode acontecer em 1 dia após o procedimento.

A recuperação total do transplante de menisco é um pouco mais demorada. Recomenda-se que o paciente use muletas por, no mínimo, quatro semanas. Além disso, sessões de fisioterapia são recomendadas para ajudar a fortalecer a musculatura ao redor do joelho e aumentar a amplitude do movimento.

A liberação completa para as atividades diárias e exercícios físicos dependerá da avaliação médica e da evolução individual do paciente. Portanto, é essencial que o acompanhamento médico siga após o procedimento de transplante do menisco.

Quais devem ser os cuidados pré-operatórios para o transplante de menisco?

Os cuidados antes da cirurgia de transplante meniscal serão indicados de acordo com as particularidades do paciente, pelo ortopedista de joelho responsável pelo procedimento.

No entanto, é possível que o paciente precise tomar ou interromper algum medicamento antes da cirurgia de transplante de menisco, fazer mudanças na alimentação e evitar atividades físicas mais pesadas. Além disso, mais exames de imagem e laboratoriais e uma consulta com o anestesista responsável também podem ser necessárias.

Neste artigo, eu explico mais detalhadamente sobre o guia de cuidados pré-operatórios que você deve ter para uma cirurgia de joelho.

Existem riscos associados ao transplante de menisco?

Sim, assim como em todo procedimento cirúrgico existem possíveis riscos em uma cirurgia de menisco. No entanto, por serem utilizadas técnicas minimamente invasivas, os riscos são consideravelmente menores do que em uma cirurgia convencional (aberta). Os principais fatores são:

  • Infecção;
  • Hemorragia;
  • Rigidez da articulação;
  • Danos aos nervos
  • Não melhoria completa da mobilidade.

É possível o corpo rejeitar o transplante de menisco?

Não há registros quanto a casos de rejeição do tecido transplantado pelo sistema imunológico de pacientes, já que o enxerto do doador não apresenta antígenos contra o receptor.

Sendo assim, não costumam ser indicados os medicamentos para evitar a rejeição já que a resposta do paciente ao transplante de menisco é boa.

Escolhendo o cirurgião certo para o seu procedimento!

Escolher um bom cirurgião para um transplante de menisco é uma decisão importante que pode influenciar tanto o sucesso da cirurgia quanto a recuperação subsequente. Entre os fatores a se considerar ao tomar essa decisão estão:

  • Qualificações e Certificações: Verifique as qualificações do cirurgião, incluindo sua formação em ortopedia e, mais especificamente, especialização em cirurgias do joelho. Certificações de conselhos ou sociedades médicas relevantes também podem indicar um alto nível de especialização e compromisso com a prática;
  • Boa reputação: Busque opiniões e referências de outros médicos, pacientes anteriores ou por meios de avaliações online para escolher o seu cirurgião;
  • Técnicas cirúrgicas utilizadas: Discuta as técnicas cirúrgicas que o cirurgião utiliza, incluindo qualquer tecnologia avançada ou abordagens minimamente invasivas.

 

É importante sentir-se confortável ao falar com o cirurgião, fazer perguntas e discutir suas preocupações para ter um procedimento mais tranquilo. Considere também fatores como o hospital em que a cirurgia será realizada e qual suporte pós-operatório é oferecido.

Imagem35

Lembrando que a escolha de um cirurgião para sua cirurgia de transplante de menisco deve ser baseada em uma combinação desses fatores, levando em conta suas necessidades e preferências pessoais.

Se você busca uma segunda opinião para sua cirurgia de transplante de menisco ou quer um cirurgião de confiança, te convido a agendar uma avaliação inicial comigo.

Sou o Dr. Diego Moelas, especialista em Cirurgia de Joelho e Artroscopia. Atendo em diversos hospitais de São Paulo (Hospital Sírio Libanês, Hospital Nove de Julho, Hospital Samaritano, Hospital Oswaldo Cruz, entre outros) e estou à disposição para te ajudar!